Câncer de Endométrio

                                             

O QUE É?

O câncer de endométrio é o câncer de corpo uterino mais freqüente, de incidência crescente nas últimas duas décadas. Ocupa o 4º lugar das neoplasias malignas da população feminina sendo o 2º tumor pélvico mais freqüente entre as brasileiras.


COMO PODE SER FEITA A PREVENÇÃO?
A prevenção primária desse tipo de tumor inclui: 
 
o combate à obesidade,
o tratamento de ciclos anovulatórios e
terapia de reposição hormonal adequada no climatério.
A prevenção secundária consiste na: 
 
avaliação periódica de pacientes assintomáticas de alto risco,
ultra-sonografia transvaginal na menopausa e
detecção de lesões precursoras nas mulheres com sangramento uterino anormal.


São considerados fatores de risco para o câncer de endométrio: 
 
a menopausa tardia (acima de 52 anos),
a obesidade,
a anovulação crônica,
o uso de reposição hormonal com estrógenos sem a oposição de progestágenos,
a raça branca,
um elevado nível sócio-econômico,
uma dieta rica em gordura,
o uso de tamoxifen,
diabete,
história familiar ou pessoal de câncer de endométrio, mama, ovário ou cólon.
O rastreamento deve ser realizado naquelas pacientes assintomáticas que apresentam fatores de risco através de ecografia transvaginal.
O sintoma clássico desse tipo de tumor é o sangramento uterino anormal, principalmente após a menopausa.


COMO SE REALIZA A INVESTIGAÇÃO?
A ecografia transvaginal pode demonstrar o endométrio espessado levando a uma biópsia do mesmo. Todos os métodos que permitam retirar uma amostra do endométrio geralmente selam o diagnóstico de câncer de endométrio.
Esses exames são: 
 
a biópsia endometrial (realizada em consultório),
a curetagem uterina com dilatação do colo uterino (realizada com anestesia) e
a histeroscopia com biópsia dirigida (pode ser realizada com ou sem anestesia, dependendo de cada caso).
É importante lembrar que pacientes com SANGRAMENTO APÓS A MENOPAUSA devem ter na maioria das vezes seu endométrio examinado.


COMO SE FAZ O TRATAMENTO?
O tratamento das pacientes com câncer de endométrio é cirúrgico e inclui a retirada do útero e ovários, sendo que, em alguns casos, é realizada a linfadenectomia pélvica. As pacientes com contra-indicação cirúrgica serão tratadas com radioterapia. Nos casos mais avançados a quimioterapia e a progestogenioterapia têm sido empregadas. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s