Visita ao Ginecologista

Frequência Anual: 

Toda mulher que teve ou tem vida sexual deve consultar o ginecologista uma vez por ano para fazer o exame de toque, pélvico e colher material para o teste de papanicolau.
O exame interno ou pélvico, aquele feito com ajuda do espéculo, permite ao médico coletar material e observar o colo do útero, como se chama a entrada do órgão, atrás de sinais de corrimentos indesejáveis, de doenças.e suspeita de câncer. O câncer cervical, também chamado de câncer de colo do útero ainda afeta muitas brasileiras (clique aqui para saber mais).
No exame de toque com apalpação abdominal o ginecologista consegue perceber se existe alguma irregularidade nos ovários, trompas de falópio e no útero.


Outras frequências: 
Os casos em que o exame pélvico deve ser repetido e menos de um ano:
  • Sangramento fora das menstruações ou fluxo menstrual muito intenso
  • Sangramento após a menopausa
  • Irritação ou coceira nos genitais ou corrimentos suspeitos
  • Dor e sangramento durante a relação sexual
  • Presença de sinais estranhos como manchas, verrugas ou vermelhidão na vulva (a região da entrada da vagina).
O que é exame Papanicolau? 
O nome é homenagem a seu descobridor, o cientista de origem grega George Papanicolaou (1883-1962), que estudou a citologia vaginal e conseguiu descrever as células malignas em seus primeiros estágios de desenvolvimento e desenvolver um teste para detecção precoce do câncer de útero.
O Papanicolau consiste no exame em microscópio de uma amostra de células que o ginecologista coleta raspando com uma espátula especial a região da entrada do útero. Ele detecta o câncer de colo de útero precocemente, ao detectar a presença de células fora do padrão em seus primeiros estágios de desenvolvimento.
A análise serve para diagnosticar além do câncer, no início, também as doenças infecciosas chlamydia, gonorreias, trichomonas e candidíase e a contaminação pelo HPV, sigla que vem do inglês Human Papiloma Vírus. 


Rotinas de exames: (Click na imagem para aumentar)

Cuidados com o Útero:


O câncer de útero é o terceiro tipo de câncer que mais afeta as brasileiras. O primeiro é o câncer de mama e o segundo, de pele.(não melanoma). De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de útero mata mais de 4 mil mulheres por ano, atualmente. Sua incidência no país é maior nas regiões norte e nordeste. É uma doença muito comum em países pobres ou em desenvolvimento.


Fatores de Risco:
Início da atividade sexual antes dos 18 anos de idade, pluralidade de parceiros sexuais, vício de fumar (diretamente relacionado à quantidade de cigarros fumados), higiene precária e uso prolongado de contraceptivos orais.Estudos recentes mostraram que o vírus do papiloma humano (HPV) e da Herpes Tipo II (HSV) desempenham papel importante na transformação das células cervicais em células cancerosas. O vírus do papiloma humano (HPV) está presente em 99% dos casos de câncer do colo do útero e o contágio por ele está diretamente associado ao relacionamento sexual e troca de parceiros.


Prevenção:
O rastreamento através do exame do papanicolaou continua sendo o melhor método preventivo. A coleta de material para o exame inclui amostras de células da região externa e interna do colo do útero. A eficácia do exame depende da observação de certos cuidados. A mulher deve evitar manter relações sexuais, usar duchas, medicamentos vaginais ou anticoncepcionais locais nos dois dias anteriores ao exame.

Freqüência dos exames:

Os dois primeiros, uma vez por ano. Se os dois resultados forem negativos para displasia ou neoplasia, o exame passa a ser necessário apenas a cada dois anos. Ele deve ser feito por toda mulher sexualmente ativa, ou que já manteve relações sexuais, principalmente depois dos 25 anos. A presença de distúrbios como menstruação muito longa, sangramentos vaginais no meio do ciclo ou depois de relações sexuais pode exigir a frequência maior do exame, a critério medico.



Sintomas:
Dor e sangramento durante a relação sexual são os principais, quando o tumor já está em estágio invasivo de desenvolvimento.

Uma opinião sobre “Visita ao Ginecologista

  1. Querida internauta,Nesta seção você pode encontrar respostas para suas dúvidas e informações úteis sobre eventual problema que a preocupe. Veja os temas relacionados no menu ao lado antes de deixar-nos seu comentário ou questão. Eles reúnem as respostas às perguntas mais frequentes recebidas por nós, aqui no engravidar com saúde. Nosso objetivo, nesta seção, é sem dúvida ajudá-la no que for possível. Contamos com vocês para atualizar estas páginas. Em questões que exigem exame físico é indispensável a ida ao ginecologista ou clínico. Afora isso, conte conosco.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s